LEER

Boris Kossoy
Graduado em Arquitetura pela Universidade Mackenzie, com mestrado e doutorado em Ciências pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo. Professor-titular do Departamento de Jornalismo e Editoração da Escola de Comunicações e Artes da USP. Foi pesquisador do projeto temático Fapesp "Arquivos da Repressão e da Resistência: mapeamento e digitalização dos Fundos DEOPS-SP e DEIP-SP", no qual havia coordenado o módulo Iconografia do PROIN - Projeto Integrado Arquivo do Estado/USP, do Departamento de História da FFLCH. É membro do conselho curatorial da Coleção Pirelli-MASP de Fotografia, entre outras instituições culturais. É autor dos livros: Viagem pelo Fantástico, Hercule Florence, a Descoberta Isolada da Fotografia no Brasil (existe edição em espanhol desta obra); Origens e Expansão da Fotografia no Brasil - Século XIX; Album de Photographias do Estado de São Paulo 1892: Estudo Crítico; São Paulo, 1900; Dicionário Histórico-Fotográfico Brasileiro; Fotografia e História (existe edição em espanhol desta obra); entre outras obras. É também co-autor com Maria Luiza Tucci Carneiro de O Olhar Europeu: o Negro na Iconografia Brasileira do Século XIX e A Imprensa Confiscada pelo DEOPS-SP (1924-1954). Pesquisador no LEER/USP, onde coordena o projeto Fotografia, Conhecimento e Memória, da linha de pesquisa Iconografia, e o NEIIM - Núcleo de Estudos Interdisciplinares de Imagem e Memória.

Bruno Giovanetti
Mestre pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas/USP e doutor pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo/USP. Desenvolveu os seguintes projetos: “Memórias da Imigração Italiana entre textos e fotos”, de Mestrado; “Graffiti: do subversivo ao consagrado”, de Doutorado. Exposições e documentários realizados – de Carlos Gomes na Itália a Ângelo Agostini no Brasil – focando principalmente aspectos da imigração italiana. Entre os livros publicados: Arquitetura Italiana em São Paulo, Artistas Italianos nas Praças de São Paulo, Ateliês de Artistas Contemporâneos, Claudio Tozzi (em parceria com Leila Kiyomura – EDUSP), Caleidoscópio Itália. Como fotógrafo: exposições nos mais variados espaços: MAC, MIS, Casa das Rosas etc. Pós-doutorado em curso: Cemitérios históricos de São Paulo, Sociologia, FFLCH-USP. Pesquisador do LEER junto à Linha de Pesquisa Discriminação, participando do projeto As doenças e os medos sociais, subvencionado pela FAPESP e coordenado pela Profa. Dra. Yara Monteiro.

Claudia Beatriz Heynemann
Mestrado em História Social da Cultura pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1993) e doutorado em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2000). Atua principalmente nas áreas de História do Brasil, História Moderna, História da Ciência, História das Ideias, assim como, de estudos de história da produção iconográfica no Brasil. Curadora de diversas exposições, Supervisora de Pesquisa no Arquivo Nacional, editora do site O Arquivo Nacional e a história luso-brasileira. Entre outros títulos publicados destacam-se os livros Retratos Modernos (Arquivo Nacional/Petrobras: 2005), Marcas do Progresso (Ed. Mauaad: 2009); Floresta da Tijuca: natureza e civilização (Prefeitura do Rio de Janeiro: 1994); e As culturas do Brasil (Hucitec: 2010). Pesquisadora do LEER junto à Linha de Pesquisa Iconografia, onde participa do projeto Fotografia, Conhecimento e Memória, subvencionado pela Fapesp, coordenado pelo Prof. Dr. Boris Kossoy.

Cristina de Lourdes Pellegrino Feres
Graduada em História pela Universidade de São Paulo e mestre em História Social pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP. Autora do livro Herdeiros da Fundação (São Paulo: Hucitec, 1998). Pesquisadora do projeto “Memória da Escravidão em Famílias Negras de São Paulo” (Financiado pelo CNPQ e Ford Foundation). Coordenadora da exposição sobre o acervo histórico da Ford Caminhões e do projeto Coleta de fontes orais para o estudo da cidade de São Caetano do Sul pela UNIABC (com apoio da Prefeitura de São Caetano do Sul). Pesquisadora e organizadora da exposição, revista e vídeo Do Canteiro à Obra – 63 Anos do Sindicato da Construção Civil de São Paulo. Organizadora do acervo oral e autora do projeto de exposição de 70 anos do Sindicato dos Metalúrgicos de Paulo. Idealizadora do projeto de memória empresarial para a Fábrica de Papel Santa Therezinha e autora do livro comemorativo de 70 Anos da Santher. Sócia da Vértice Comunicação e Design que atua na área de memória empresarial. Pesquisadora do LEER junto à linha de Pesquisa Etnicidade, onde participa do Projeto Arquivo Virtual Histórias Migrantes, subvencionado pela Fapesp e coordenado pelo Prof. Dr. Sedi Hirano.

Dolores Martin Rodriguez Corner
Mestre em História pela PUC-SP, 2005. Mestre em Turismo Ambiental e Cultural: Planejamento e Gestão - Centro Universitário Ibero Americano 2002. Doutora em História Social – PUC-SP, junho 2011. Pós doutorado em História Social - Universidade Salgado de Oliveira 2014-2015. Pesquisadora áreas de História, Imigração e Gastronomia do LABIMI – UERJ. Pesquisadora do Módulo Migrações do LEER – USP. Laboratório de Estudos – Etnicidade – Racismo – Discriminação. 

Elez Bislim
Ativista cigano de Skopje, Macedônia.

Emil Eskenazy Lewinger
Pesquisador associado ao ArqShoa. Mestrando em estudos judaicos na USP, Engenheiro Químico (USP-1988), Bacharel em Filosofia (USP-2008), atua desde 1989 na área de consultoria organizacional, no Brasil e em diversos países do exterior, como Canadá, França, Argentina, Estados Unidos, México e Holanda. É fluente em Português, Espanhol e Inglês e tem bons conhecimentos de Francês, Hebraico, Italiano e Servo-Croata.  Atualmente pesquisa a interconexão entre a História escrita e a História oral, mais especificamente na comunidade judaica que vivia na antiga Iugoslávia antes da 2ª Guerra Mundial. 

Erica Sarmiento da Silva
Pós-doutorado pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Doutora em História pela Universidade de Santiago de Compostela. Professora adjunta na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), professora titular do Programa de Mestrado em História da Universidade Salgado de Oliveira. Coordenadora-adjunta do Laboratório de Estudos de Imigração (Labimi/UERJ), líder do grupo de pesquisa do CNPQ "Pensamento, política e sociedade latino americana" (UNIVERSO) e coordenadora do Laboratório de Imigração e Estudos Ibéricos (UNIVERSO). Foi professora visitante na Universidade de Columbia (Nova York) e na Universidade de Santiago de Compostela. Nos últimos anos vem se dedicando a estudos comparativos com sociedades americanas, como os galegos na Argentina e em Nova York, enfatizando temas relacionados com associativismo, anarquismo e cadeias migratórias. Publicou o livro O outro Río: a emigración Galega a Río de Xaneiro (Editora 3C3, Santa Comba, 2006), coordenou publicações como MENEZES, Lená Medeiros; SARMIENTO, Érica; MATOS, Maria Izilda; ROMERO VALIENTE, Juan Manuel & HIDALGO, Antonio (Eds). Imigraciones Ibero-Americanas. Las Migraciones España-Brasil (Huelva: Editora Universidade de Huelva, España, 2013. ISBN: 978-84-15633-38-9). Pesquisadora do LEER junto à Linha de Pesquisa Etnicidade, onde participa do projeto Arquivo Virtual Histórias Migrantes, coordenado pelo Prof. Dr. Sedi Hirano.

Federico Croci
Professor contratado de História Contemporânea, junto a Faculdade de Letras e Filosofia da Universidade de Gênova, doutor em História Contemporânea pela Universidade de Gênova. É membro do comitê científico do Centro Internacional de Estudos sobre a Emigração Italiana (CISEI) de Gênova. De dezembro de 2004 a agosto de 2009, foi professor visitante junto a Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas (FFLCH), Departamento de Letras Modernas, coordenou o módulo Migrações do LEER, Laboratório de Estudos sobre Etnicidade, Racismo e Discriminação, junto ao Departamento de História da FFLCH-USP. É co-diretor (junto a Prof. Dra. Maria Luiza Tucci Carneiro) da coleção «História das Migrações» pela EDUSP. Entre suas publicações: Scrivere per non morire. Lettere del soldato bresciano Francesco Ferrari dalla Grande Guerra (Genova, 1992); El baúl de la memoria. Testimonios escritos de inmigrantes italianos en el Perú (con G.Bonfiglio, Lima, 2002). Organizou junto a M. L. Tucci Carneiro e E. Franzina História do Trabalho e Histórias da Imigração. Trabalhadores Italianos e Sindicatos no Brasil (Séculos XIX e XX) (São Paulo, 2010); e junto a M. L. Tucci Carneiro, Tempo de Fascismos. Ideologia, Intolerância, Imaginário (São Paulo, 2010). Pesquisador do LEER junto à Linha de Pesquisa Etnicidade, onde participa do projeto Arquivo Virtual Histórias Migrantes, coordenado pelo Prof. Dr. Sedi Hirano.

Fernanda Capri Raposo
Doutoranda em História Social pela Universidade de São Paulo – USP, mestrado em Letras e Ciências Humanas (2012) pela Universidade do Grande Rio – UNIGRANRIO, graduada em Arquivologia (2002) e em História (2015) pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO. Atua como paleógrafa colaboradora da Fundação Oswaldo Cruz – FIOCRUZ, pesquisador associado – Laboratório de Estudos de Imigração/LABIMI-UERJ e técnico em arquivo da Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Desde janeiro de 2016, contribui como Pesquisadora do projeto Vozes do Holocausto 2. Tem experiência na área de História, com ênfase em Memória e História Oral, atuando principalmente nos seguintes temas: cemitérios, cemitérios israelitas, morte e o morrer judaicos e cristãos, transcrição paleográfica, devoções marginais, judeus de Nilópolis, judeus, Nilópolis, cultura judaica e cidade.

Hagop Kechichian
Bacharel e licenciado em História pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH/USP). Mestre e Doutor em História pela Universidade de São Paulo, onde defendeu a dissertação "Cristianismo e o Alfabeto Armênio - fatores de preservação da integridade e da Identidade Cultural Nacional Armênia" e a tese de doutoramento "Sobreviventes do Genocídio - Imigração e Integração dos Armênios no Brasil - um estudo introdutório - das origens até 1950". Traduziu para o português, entre outros, os livros História do Povo Armênio de Achot Aztruni (1976), História dos Meus Antepassados, edição dos padres da Congregação Mekhitarista (1980) e História da Armênia em Quadrinhos Ilustrados (2007). Pesquisador do LEER junto à linha de pesquisa Etnicidade, onde participa do projeto Armênios: genocídio, imigração e memória, coordenado pela Profa. Dra. Lusine Yeghiazaryan e pela Profa. Dra. Deize Crespim Pereira.

Leslie Marko
Diretora e Teatro educadora, formada pela Pontifícia Universidade Católica –PUC - Peru e Universidade de São Paulo. Mestrado sobre o Teatro humanizando as relações dentro das empresas (ECA-USP – 2009). Doutorado sobre o Teatro como resistência nos tempos do Holocausto (FFLCH-USP-2016). Pesquisadora  e diretora de teatro do LEER/ARQSHOAH. Docente da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) nos cursos de Ciências Sociais e do Consumo e Relações Internacionais, na área de Expressão e Comunicação. Diretora do espetáculo teatral MERGULHO sobre Tolerância, Coexistência e Diversidade dirigido a adolescentes e educadores, em parceria com a Bnai Brith e a Secretara Municipal de Educação. Dirigiu durante 22 anos o grupo de teatro de funcionários da empresa Porto Seguro e o Teatro da Associação A Hebraica de São Paulo. Foi representante para a América Latina da Association Jewish Theater 

Lucius de Mello
Escritor, jornalista, Mestre em Letras pelo programa de Estudos Judaicos e Árabes – Departamento de Letras Orientais – Universidade de São Paulo. Finalista do Premio Jabuti 2003 na categoria melhor reportagem/biografia com o livro Eny e o Grande Bordel Brasileiro (Ed. Objetiva, 2002). Por duas vezes seguidas também foi finalista do Prêmio Libero Badaró de Jornalismo. Atualmente trabalha como editor de texto e roteirista no programa Domingo Espetacular, da Rede Record em São Paulo. Trabalhou como repórter da Rede Globo de Televisão durante 14 anos.Desenvolveu o projeto de Mestrado: "Dois Irmãos e seus precursores: um diálogo entre o romance de Milton Hatoum, a Bíblia e a Mitologia ameríndia". Projeto defendido em dezembro de 2013 com orientação da Profa. Dra. Berta Waldman.
Graduado em jornalismo pela Universidade Federal do Paraná.
Autor dos livros: Mestiços da Casa Velha (romance, São Paulo: Editora Novo Século, 2008); A Travessia da Terra Vermelha (romance histórico, São Paulo: Editora Novo Século, 2007); Eny e o grande bordel brasileiro (biografia, Rio de Janeiro: Ed. Objetiva, 2002); Um violino para os gatos (contos, São Paulo: Ed. Maltese, 1995).
Pesquisador do LEER desde 2007, junto à Linha de Pesquisa sobre Racismo, onde participa do projeto sobre os Refugiados Judeus de Rolândia, Paraná. Também participa do projeto Oficinas Literárias. Também participa do Projeto Arqshoah – Arquivo Virtual do Holocausto e Antissemitismo onde desenvolve o projeto de Oficinas Interativas de Literatura, em parceria com a professora doutora Kenia Maria de Almeida Pereira. Também participou como palestrante das Jornadas Interdisciplinares sobre o Ensino do Holocausto nas salas de aula, coordenadas pela Profa. Dra. Maria Luiza Tucci Carneiro.

Lusiné Yeghiazaryan
Coordenadora da Área de Língua, Cultura e Literatura Armênia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, onde leciona disciplinas de língua e cultura armênias. É formada em Letras Romano-Germânicas pela Universidade Estatal de Yerevan (Armênia), possui mestrado em Semiótica e Linguística Geral pela Universidade de São Paulo (2005) e é doutoranda em linguística na mesma Universidade. É pesquisadora do CNPq e membro do projeto "A Rota do Livro", do Conselho Europeu. Faz parte do conselho editorial do "Lraber, Boletim das Ciências Humanas", órgão oficial da Academia de Ciências da República da Armênia. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em armênio, atuando principalmente na cultura armênia e análise da língua dentro da teoria gerativa. Além de trabalhos linguísticos sobre armênio, é autora de vários artigos e ensaios publicados sobre o Genocídio Armênio e a preservação de identidade nos países onde existem comunidades armênias. Organizou diversos eventos sobre o Genocídio, além de ter participado de debates e mesas redondas referentes ao assunto no Brasil e no exterior. É coordenadora do projeto Armênios: Genocídio e Imigração, junto à linha de pesquisa Etnicidade do LEER.

Marcos Toyansk
Professor de Relações Internacionais, doutor em Geografia Humana pela Universidade de São Paulo, com estágio de pesquisa no Institute of Ethnology an Folklore Studies with Ethnographic Museum at Bulgarian Academy of Sciences, em Sofia. Em 2012, apresentou à Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP sua tese de doutorado intitulada "O associativismo transnacional cigano: identidades, diásporas e territórios". Atualmente é pesquisador no Laboratório de Estudos sobre Etnicidade, Racismo e Discriminação (LEER/USP), onde coordena o projeto Estudos Ciganos, da linha de pesquisa Etnicidade.

Maria Luiza Tucci Carneiro
Historiadora e Professora Livre Docente do Departamento de História, FFLCH, da Universidade de São Paulo, pesquisadora do CNPq, Categoria 1 em Produtividade. Coordenadora do LEER – Laboratório de Estudos sobre Etnicidade, Racismo e Discriminação, junto ao qual mantém o Núcleo de Estudos Arqshoah – Arquivo Virtual sobre Holocausto e Antissemitismo, em parceria com o Instituto Shoah de Direitos Humanos. Autora de: Preconceito Racial em Portugal e Brasil Colônia (3a ed., Perspectiva, 2005); O anti-semitismo na Era Vargas (3a ed., Perspectiva, 2001); Cidadão do Mundo: O Brasil diante do Holocausto e dos Judeus Refugiados do Nazifascismo (Perspectiva, Fapesp, 2010); O Veneno da Serpente (Perspectiva, 2003); Judeus e Judaismo na Obra de Lasar Segall, em co-autoria com Celso Lafer (Ateliê, 2004); Holocausto, Crime contra a Humanidade (Ática, 2000); O Olhar Europeu: O Negro na Iconografia Brasileira do Século XX, em co-autoria com Boris Kossoy (2a ed., Edusp, 2002), dentre outros. Prêmio Jabuti em 1999, 2004 e 2011.

Marília D. K. Cánovas
Mestre (2001) e doutora (2007) em História Social pela USP - Universidade de São Paulo; pós-doutorado (2013) em História Econômica pelo Cedhal - Centro de Estudos de Demografia Histórica da América Latina, da FFLCH-USP; Especialista em Arquivologia pelo IEB - Instituto de Estudos Brasileiros, da USP (2007/8). Pesquisadora Sênior do LEER - Laboratório de Estudos sobre Etnicidade, Racismo e Discriminação (FFLCH/USP); Pesquisadora-colaboradora do LABIMI - Laboratório de Estudos de Imigração (UERJ); pesquisadora-colaboradora do Grupo Compostela de Estudios sobre Imaginarios Sociales, da Universidade Santiago de Compostela, Galícia, Espanha; pesquisadora do Projeto Internacional Políticas, Discursos y Prácticas de Protección Migrante:  el caso de los españoles de Argentina y Brasil, 1948-2008 (coord. por Elda G. Martínez. do CSIC - Consejo Superior de Investigaciones Científicas, Madri, Espanha); pesquisadora do Projeto de Cooperação Internacional Capes/Universidade de Huelva/UERJ, As Migrações Espanha/Brasil, final do século XIX até a atualidade: evolução, fatores condicionantes, áreas de origem e destino, características sócio demográficas dos migrantes e integração profissional  (coord. por Juan Manuel Romero Valiente, de Huelva, e Lená Medeiros de Menezes, da UERJ. Coordenadora-executiva do Projeto Arquivo Virtual Histórias Migrantes,  do LEER/FFLCH/USP com apoio Fapesp (processo 2010/50116-7) e sob a orientação do Prof. Dr. Sedi Hirano. Atua no período do Brasil República, com ênfase em temáticas envolvendo movimentos populacionais e migratórios; emigração em massa; e/imigração espanhola; cafeicultura; colonato; Paulicéia; Santos; vida urbana; historiografia; arquivologia e documentação. É autora de Hambre de Tierra. Imigrantes espanhóis na cafeicultura paulista, 1880-1930 (2005) e Imigrantes espanhóis na Paulicéia. Trabalho e sociabilidade urbana (1890-1922), pela Edusp/Fapesp, obra inaugural da Coleção Migrações do LEER - Laboratório de Estudos de Etnicidade, Racismo e Discriminação, da FFLCH/USP (2009)  e de diversos trabalhos (capítulos de livros e artigos) publicados no Brasil e no exterior.

Mirian Silva Rossi
Bacharel em História pela Universidade de São Paulo. Mestre e Doutoranda em Ciências, na área de História Social, FFLCH / USP. Estudos Complementares: E/I-Migração e cultura na psicologia social: questões atuais e suas decorrências para o indivíduo e o grupo. Instituto de Psicologia da USP. Pesquisadora no Projeto Arquivo Virtual História Migrantes (LEER/FAPESP) e Coordenadora Editorial do LEER. É autora de Mia cara mamma: lettere dal fronte di Americo Orlando. I volume della collana “Guardiagrele. La Memoria”. Pescara, Itália: Linea Blu, 2007, “Circulação e mediação da obra de arte na Belle Époque Paulistana”. In: Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material. São Paulo, 2003 vol. 6/7. pp. 83-119, e de vários artigos publicados em revistas, atas de congresso e coletâneas, no Brasil e no exterior.

Norma Marinovic Doro
Mestre e Doutora em História Social pela Universidade de São Paulo. Professora associada da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Pesquisadora na Área de Imigração, História de Saúde e História Regional da Região Centro-Oeste. Pesquisadora do LEER junto à Linha de Pesquisa Discriminação, participando do projeto As doenças e os medos sociais, subvencionado pela FAPESP e coordenado pela Profa. Dra. Yara Monteiro.

Rachel Mizrahi
Cientista Social, Mestre e Doutora em História Social pela FFLCH da Universidade de São Paulo. Professora de estabelecimentos de Ensino – oficiais e particulares da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo. Ministra aulas a Grupos de Maturidade da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (Cogeae).
Graduada em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo entre 1960 e 1964. Desenvolveu os seguintes projetos em nível de Mestrado e Doutorado: A Inquisição no Brasil, sob a orientação da Profa. Dra. Anita Novinsky na Universidade de São Paulo e, Imigrantes Judeus do Oriente Médio: São Paulo e Rio de Janeiro, sob a orientação da Profa. Dra. Maria Luiza Tucci Carneiro da mesma Universidade. Autora dos livros: A Inquisição no Brasil: Um capitão-mor judaizante (São Paulo: CEJ da Universidade de São Paulo, 1984); Imigrantes Judeus do Oriente Médio – São Paulo e Rio de Janeiro (São Paulo: Ateliê Editorial, 2003); Lembranças....Presente do Passado (São Paulo: Smukler Editores, 1996); e Do Mascate ao Empreendedor - Uma família da antiga Mooca (São Paulo, Editora do autor, 2008). Pesquisadora Doutora do LEER ao Arquivo Virtual sobre o Holocausto e Antissemitismo, subvencionado pela FAPESP e coordenado pela Profa. Dra. Maria Luiza Tucci Carneiro da Universidade de São Paulo.

Sarkis Ampar Sarkissian
Internacionalista, especialista em Direitos Humanos pela Universidade Católica de Brasília. Desenvolveu o projeto de Especialização "O Tribunal Penal Internacional como instrumento da prevalência dos Direitos Humanos", sob a orientação do Prof. José Ivaldo Araújo de Lucena, da Universidade Católica de Brasília, entre 2010-2013; Graduado em Relações Internacionais com ênfase em Negociações Internacionais pela Universidade Anhembi Morumbi; Graduando em Letras (Armênio-Português) pela Universidade de São Paulo. Pesquisador do LEER junto à linha de pesquisa Etnicidade, onde participa do projeto Armênios: genocídio, imigração e memória, coordenado pela Profa. Dra. Lusine Yeghiazaryan e pela Profa. Dra. Deize Crespim.

Yara Monteiro
Mestre em História Social e Doutora em Ciências pela Universidade de São Paulo. É Pesquisadora Científica do Instituto de Saúde, é líder do Grupo de Pesquisa de Memória e Saúde – CNPq, e Coordena o Módulo Discriminação do Laboratório de Estudos sobre Etnicidade, Racismo e Discriminação da USP, com o projeto As doenças e os medos sociais. Organizadora, em co-autoria com Maria Luiza Tucci Carneiro, do livro As doenças e os medos sociais (Fap-Unifesp, 2012).

 

EQUIPE TÉCNICA

Laís Rigatto Cardilo
Graduada em Ciências Sociais pela USP. Atualmente é bolsista do Projeto Arqshoah, por meio do Programa Adote um Bolsista, atuando no Grupo de História Oral na realização de entrevistas e organização do acervo.

 

face

Copyright © 2019 - LEER - FFLCH/USP.

Desenvolvido por BossHouse Technologies