LEER

travessias


Coordenadora: Profa. Dra. M. L. Tucci Carneiro
NEA - Núcleo de Estudos Arqshoah
Linha de Pesquisa: Racismo
Acervo: Sob a guarda do LEER

Ementa:
Este projeto dá continuidade aos anteriores que, desde 2006, foram desenvolvidos pelo Núcleo de Estudos Arqshoah. Justifica-se pela importância de registrarmos os testemunhos dos sobreviventes do Holocausto e refugiados/exilados do nazismo no Brasil, a partir de 1933 aos dias atuais. Desta vez, com ênfase na produção dos artistas e intelectuais, judeus ou não judeus, que através da sua produção contribuíram para a construção da cultura brasileira. Assim como ressaltou Eric Hobsbawn, a "era das catástrofes" corresponde a "era dos testemunhos" que geram um acúmulo de dor e morte. Assim, a história e a memória daqueles que sobreviveram ao Holocausto é, ao mesmo tempo, uma história de luto e (re)interpretação da vida. Nem todos querem relembrar, mas devemos insistir e investir no registro desta memória que, com o tempo, se esvai. Diante deste vácuo abrem-se caminhos para a proliferação das versões construídas pelos neonazistas, movimentos antissemitas e/ou partidários das ideologias da extrema-direita. Este projeto investe contra a ideologia do apagamento da memória e o esquecimento. Pretende deixar para as gerações futuras um legado histórico que colaborem para fortalecer identidades culturais.

Objetivos:
Recuperar através dos registros produzidos por artistas e intelectuais, os caminhos (físicos e emocionais) dos sobreviventes do Holocausto, judeus e não judeus; arquivar, identificar, digitalizar e disponibilizar para consulta on-line as fontes/testemunhos que colaborem para a construção da verdade histórica em detrimento da ideologia do esquecimento; transformar estes testemunhos em material pedagógico a ser exibido nos museus, escolas, centros culturais e livros paradidáticos colaborando para "lembrar" o significado do Holocausto, enquanto genocídio e crime contra a humanidade; mapear as obras de arte, literatura e livros de memórias, analisando as narrativas e formas de representação deixadas pelos artistas e intelectuais radicados no Brasil (sobreviventes do Holocausto, exilados e/ou refugiados que optaram pelo Brasil como pátria de acolhimento; garantir a preservação e constante atualização do acervo Arqshoah, um arquivo dedicado a História e a memória daqueles sobreviventes que, através da sua produção artística e intelectual, contribuíram para o enriquecimento da cultura brasileira.

 

faceflickryoutube

Copyright © 2013 - LEER - FFLCH/USP.

Desenvolvido por webprisma